Afrodisíacos: tudo o que precisas saber para apimentar a relação

À comida picante estão associados vários benefícios para a saúde de homens e mulheres. Mas uma das maiores razões pelas quais se consome cada vez mais comida picante é o aumento do desejo sexual e a necessidade de quebrar rotinas.

A palavra “afrodisíaco” vem de Afrodite, a deusa grega do amor. A este termo associa-se a paixão e o desejo sexual. Sabe-se hoje que a comida e o ato de comer sugerem estímulos sexuais à mente que por sua vez, ajudam a estimular o desejo no corpo. Haverá coisa melhor que desfrutar ingredientes deliciosos?

Existem diferentes cozinhas afrodisíacas como a mexicana, tailandesa, indiana ou crioula em que variedade é palavra de ordem. A mistura de ingredientes junta no mesmo prato diferentes cores, sabores, cheiros e texturas capazes de proporcionar experiências que puxam pela imaginação de qualquer um.

Subestimar o poder dos alimentos quando se fala de estimular os sentidos é um grande erro.

Proporcionar experiências ao paladar à mesa é sinónimo de fortes emoções na cama. Assim, pratos com malaguetas, chili ou outros ingredientes não só dão um sabor extra à comida como nos levam a experimentar as sensações mais inesperadas.

Não basta confecionar um prato de comer e chorar por mais. É preciso pensar no cenário perfeito. Um jantar à luz de velas regado com um belo vinho acompanhado pela fragrância de um incenso pode ser o início de uma noite escaldante. Uma coisa é certa: as temperaturas vão subir!

Saltar da mesa para a cama pode ser divertido principalmente para aqueles que gostam de uma bela brincadeira antes de passar à ação propriamente dita.

Alimentar fantasias é importante, porém existem recomendações importantes para que o uso dos alimentos como estimulantes sexuais seja feito com precaução e em segurança. Os alimentos devem ser colocados apenas sobre a pele, e nunca introduzidos nos órgãos genitais e muito menos em substituição dos lubrificantes.

É preciso ter em atenção, que as regiões íntimas são revestidas de um tecido tão sensível que em contato com certos alimentos, como pimentas, pode facilmente ficar irritado. No caso de serem utilizados incorretamente podem causar diferentes reações como alergia, vermelhidão, comichão ou até resultar numa queimadura. Ao mínimo desconforto, deve lavar-se bem a área com água e sabão neutro.