Homem perfeito procura-se

Desde pequenas que nos é incutida a ideia de que a perfeição não existe mas mesmo assim procuramos desesperadamente pelo nosso homem perfeito.

Estão a ver aquele homem alto, bem constituído e de olhos verdes que todas as manhãs nos leva o pequeno-almoço à cama, faz-nos rir e enche-nos de carinho? Esse é o homem perfeito!

Claramente perfeição, pelo menos como imaginamos, não existe. Da mesma forma que não somos perfeitas é um pouco egoísta esperar que eles o sejam.

Existem mitos urbanos, normalmente partilhados por grupos de amigas que dizem que os homens bonitos, por darem nas vistas e chamarem à atenção são muito fúteis.

Esta afirmação dá força à crença popular que diz que os menos bonitos tendem a ser mais interessantes porque não perdem tempo com “futilidades”, o que os torna em última análise, muito mais interessantes.

Curioso e digno de alvo de estudo

Está claro que sob a premissa de que nada nem ninguém é perfeito, é preciso aceitar cada qual como é – que cliché han?

A beleza é passageira. Mais tarde ou mais cedo aos homens cai-lhes o cabelo e a nós mulher cai-nos o peito. Efeito de gravidade ou velhice? Chamem-lhe o que quiserem. Uma coisa é certa, os anos passam e o que perdura é a essência de cada um, e a essência é parte da personalidade; algo que mesmo que sofra alguns ajustes com o tempo a variação desta é sempre menor que as alterações que sofremos ao nível físico à medida que envelhecemos.

A solução? Procurem um homem que vos encha de mimos, com quem possam partilhar ideias, gostos e sonhos, um homem que para além da química vos leve ao ponto de querer passar o resto da vida ao seu lado. Um homem que tenha a aparência do ator Chris Hemsworth ou Danny de Vito, tudo bem que um é Thor, mas o outro, tem um sex appeal que o torna irresistível.

E por hoje é tudo, meninas. Gostaram do post? Então toca a partilhá-lo e não se esqueçam de voltar aqui, com ou sem príncipe encantado.