Tudo o que o teu parceiro precisa saber para te “levar à lua”

Mudam-se os tempos mantém-se as vontades: este poderia muito bem ser o lema da época que vivemos. Ainda bem que assim o é, pois caso contrário não poderíamos falar sobre vida sexual e orgasmo feminino sem que sejamos reprimidas.

Até há bem pouco tempo pensava-se que as mulheres eram anorgásmicas. Consegues imaginar o que seria se nada tivesse mudado? Eu não consigo!

Atualmente muito se sabe sobre a sexualidade da mulher. Cada vez temos mais informação ao nosso dispor, porém esta realidade não chega a toda a gente e ainda há quem tenha pouco ou nenhum conhecimento e dificilmente o põe em prática.

Acabámos com os tabus que tínhamos formado em torno do orgasmo feminino e por fim pudemos disfrutar do sexo tanto ou mais que os homens. Para eles a masturbação sempre foi algo normal, mas para nós mulheres era algo muito mal visto, não só aos olhos deles como aos nossos próprios olhos. Moralmente era algo considerado errado. Hoje sabemos que a autoexploração é algo que nos ajuda muito, a nós e ao nosso parceiro.

Queres saber o motivo? É muito simples só tu sabes do que gostas e como gostas e por isso deves falar com o teu parceiro sem medos nem tabus. O bom disto tudo é que permite que ambos disfrutem do sexo sem que nenhum sinta mais ou menos prazer. Não te digo nem te conto mas experimenta adicionar uns brinquedos sexuais, não vais querer outra coisa!

Deixo-te algumas percentagens aproximadas de como mulheres atingiram o orgasmo pela primeira vez:

  • 47% chegaram através da masturbação
  • 32% durante a relação sexual
  • 20% com carícias
  • e 1% dizem ter atingido o orgasmo a dormir ou a praticar algum tipo de exercício físico.

Fonte: netdoctor.elespanol.com

Mas como nem tudo o que parece é, para nós mulheres chegar ao orgasmo não é tarefa fácil. Para começar é preciso comunicarmos com o nosso parceiro e explicar-lhe o que gostamos, quais as nossas fantasias e desejos e para que esta não seja mais uma tarefa difícil sugiro que sejas direta no que dizes, sincera e o mais importante de tudo sensual.

Nós mulheres gostamos de ambientes românticos, que nos digam palavras carinhosas, mas também somos muito sensíveis ao toque principalmente nas zonas erógenas como os mamilos ou o clítoris.

Tudo isto é muito importante para criar um ambiente afrodisíaco, e o mais certo é o teu parceiro não fazer ideia. Por isso não percas tempo e fala com ele.

Não te esqueças um olhar vale mais do que mil palavras. Por isso encara sempre o teu parceiro com um olhar sedutor. Acredita, vais proporcionar-lhe ainda mais prazer.

Se achas que este post pode ser útil alguma amiga tua não deixes de o partilhar