Archives

7 Razões para estar solteira

A maioria das pessoas parece precisar de distribuir rótulos pelo mundo inteiro, e talvez por isto as mulheres solteiras são muitas vezes consideradas amargas e sabe-se lá mais o quê. É esta a realidade que temos nos filmes, na literatura e na música que ouvimos na rádio, que era suposto felicitar-nos todos os dias mais que não fosse porque estamos vivas e prontas para mais umas horas de trabalho!

Uma autêntica loucura na minha opinião, porque ser solteira é uma maravilha para mim, e gostos não se discutem. Obviamente que, também gosto de estar num relacionamento, e certo é que sinto falta de tudo o que isso envolve mas não ando a chorar pelos cantos quando na realidade estou mesmo solteira!

Se és solteira e estás cansada de ouvir “não te preocupes, vais encontrar alguém” ou “tu precisas é de um namorado” tem paciência e respira fundo. Aqui ficam 7 razões para estar solteira – embora existam muitas mais…

7 Razões para estar solteira

1.     A roupa:

Podes usar as roupas que mais gostas, quando quiseres sem que ninguém te critique. Também podes usar um fato de carnaval, que ninguém tem nada a ver com isso!

2.     Sair à noite:

Podes sair para te divertires com os teus amigos, para dançar ou para conversar com quem apareça. Há coisa melhor que ser solteira e conhecer alguém novo que achamos interessante e se faz o nosso estilo então…

3.     A comida:

Pode parecer absurdo se isto nunca aconteceu contigo, mas comer o que tu quiseres sem teres que pensar se o outro gosta ou não, é um alívio. Mas ser solteira, significa que os pratos que não lavaste no dia anterior continuam lá e o jantar vais ter de o fazer.

4.     Sentires-te livre:

Se algo importante acontece na tua vida como uma oportunidade de trabalho , uma viagem improvisada, etc., não precisas de consultar ninguém para tomar a tua decisão. Mas lembra-te que o mesmo deve acontecer quando estamos numa relação, nunca devemos deixar as grandes decisões na mão de outra pessoa.

5.     Conhece-te melhor:

Ser solteira é descobrir a mulher que és, porque tens muito mais tempo para ser criativa e explorar as tuas paixões. Não há forma melhor de aprender a ter amor próprio e sem dramas. Isto a dois também é o normal, infelizmente o mesmo não acontece com muitos casais em que um se esquece que existe. Foge desses relacionamentos!

6.     Adeus sogros:

Salvem-se essas refeições sem fim com os sogros. Há coisa melhor que não ter que estar constantemente a ser criticada pela sogra ou pelo sogro? Vivemos muito bem sem isso, obrigada.

7.     Ocupa a cama, toda:

Pois é, a cama é tua! Sim, eu sei, deixei o melhor para o fim. Ser solteira é simplesmente fantástico!

Eu sei que existem muitas outras razões, e podíamos acrescentar aqui tantas outras coisas boas de ser solteira. Se também és solteira partilha connosco as razões que te deixam de bem contigo e com a vida todos os dias.

5 planos para fazer a dois esta Primavera

Um ano é tempo mais do que suficiente para celebrar o amor. Acontece que existem actividades e planos específicos de cada estação. Porque não queremos que te falte nada, fizemos uma lista de 5 planos para fazeres com o teu mais que tudo esta Primavera.

5 planos para fazer a dois esta Primavera

  1. As flores convidam os casais a passear pelos coloridos jardins ou a fazer um pic nic no campo. Na cidade o ambiente é mais leve e colorido e no campo encontra-se a calma dos cheiros e sons que caracterizam a chegada da Primavera.

  1. Andar de Bicicleta, seja na cidade seja em redor dela. Parte à aventura, e propõe-lhe um passeio a dois pelo campo, nada melhor do que apanhar fruta da época ou fazer um bouquet com as mais belas flores selvagens.

  1. Praticar desporto ao ar livre. De certeza que vocês têm gostos parecidos. Aproveita o bom tempo para partilhar o que vos une. As temperaturas nem muito quentes nem muito frias  da primavera são perfeitas para te movimentares. Activa-te com uma corrida, uma partida de ténis ou uma caminhada. Divirtam-se.

  1. Parques e praças: aproveitem os fins de semana para conhecer a cidade. Porque não ser turistas em casa? Na primavera, os castelos ganham outro encanto, as esplanadas ou os terraços convidam a um olhar diferente sobre as cidades. Pensa que estão de viagem, num país estrangeiro.

  1. Nesta época já sabe bem um passeio à beira mar, durante a manhã ou a tarde. As praias estão vazias e o mar faz-se ouvir. Não há plano a dois mais romântico do que este, falo por mim. Sentar-me à beira rio é sempre uma boa opção.

Se tiveres outras sugestões, partilha nas nossas redes sociais. A nossa lista de planos para esta primavera está em aberto.

Body positive, a tendência que veio para ficar.

Todas nós já sonhamos mil vezes em ser magras, mais altas, mais baixas, ter mais peito, pele mais lisa, olhos bonitos, cabelos brilhantes ou qualquer outra coisa que melhorasse a nossa carga genética. Com o body positive a pressão social fica de lado tal como todos esses anúncios na televisão, revistas ou rádio que mais parecem uma recordação dos insultos no tempo da escola. Mas a verdade é que antes do body positive tudo o que nos disseram alterou por completo a forma como olhamos para o nosso corpo.

Eu sei. Às vezes sou um desastre absoluto e não gosto o suficiente de mim, mas o que guardo cá dentro com maior tristeza, foi ter deixado de ser eu mesma com o passar do tempo e ter-me tornado na pessoa que achava que os outros gostavam que eu fosse.

No meu caso,  o body positive fez tudo o sentido. Melhor do que ninguém eu sei que tenho quilos a mais e que seria muito mais saudável sem eles, mas não posso passar a vida inteira a sentir-me infeliz e imperfeita porque os “parâmetros” de beleza que me marcaram estão completamente ultrapassados.

Seres feliz com o teu corpo só depende de ti, é a tua atitude que conta, a maneiro como lidas com as situações do dia a dia. Por isso, o melhor mesmo é adoptares o body positive e parares de sonhar com ideias descabidas como ficar mais magra.

O body positive faz-te sonhar com coisas que realmente importam. Porque não seres “perfeita” não te impede de fazer as coisas que mais gostas.

Desafio-te a olhar para as tuas pernas com olhos de ver, para os teus braços como uma ajuda preciosa com que podes contar e para o teu corpo como a casa onde viverás o resto da tua vida. E é nesta casa que serás feliz, viverás inúmeras aventuras e sensações, e ninguém pode gostar mais do teu corpo que tu própria.

Junta-te ao Body positive e diz a todos os teus amigos e amigas que são perfeitos, que usem a roupa que gostam, que não existe nada para esconder, e que estão totalmente errados se não pensam assim. Temos obrigação de cuidar e gostar de nós próprios e, de aproveitar e desfrutar o nosso corpo tal como ele é, perfeito.

De hoje em diante, tudo mudou, vou aceitar-me e abraçar-me. Hoje vou ser quem eu gostaria de ser. Vou viver a vida à minha maneira, a única que eu conheço. E tu deves fazer o mesmo.

Rende-te ao “Body Positive” e conta-nos como foi nas nossas redes sociais, estamos curiosos por saber.

Como praticar o Slow Food?

Parece bom e tem um gosto ainda melhor: Slow Food é a melhor maneira de te aproximares daquela dieta equilibrada que há tanto tempo procuras.

Quantas vezes não ouviste que “somos o que comemos”?

Bem, a decisão de comer bem está nas tuas mãos, todas as vezes que vais ao supermercado.

Slow Food pode parecer ser apenas uma boa forma de comer, mas é muito mais do que isso, é uma atitude mais reflexiva sobre tudo o que isso envolve. Fica atenta a tudo o que está por trás de cada alimento. Uma garrafa de 1 litro de azeite virgem é muito mais do que se vê. Para a teres nas tua mãos, foi necessária uma longa experiência, uma cultura própria, um conhecimento da terra e uma dedicação pessoal.

Este movimento surgiu na Itália em 1986 para deixar de lado o fast food e fazer da alimentação e da nutrição culturalmente dignas.

O movimento Slow Food baseia-se em três conceitos fundamentais: bom, limpo e justo

  • Bom: que a comida seja fresca, sazonal , muito rica e produzida localmente.
  • Limpo: saudável e produzida respeitando o meio ambiente .
  • Justa: produzida e vendida a um preço justo para ambas as partes.

Há restaurantes Slow Food, que usam comida local e cujos menus incluem receitas locais e saudáveis. Só tens de os encontrar e atirar-te de cabeça, vai pensando nisso.

Não precisas de te inscrever em nenhuma associação ou grupo. Se quiseres praticar o Slow Food, só tens de seguir alguns princípios. Para começar, da próxima vez que fores ao supermercado fazer as tuas compras, escolhe legumes e frutas da época que tenham origem na região ou mesmo na zona onde te encontras, apoiando assim os produtores locais. Toma estas atitudes como uma forma de voto com o garfo por um modelo social e económico sustentável.

Vantagens do Slow Food

  • Ajuda a uma boa digestão envolve mastigar devagar para saborear bem.
  • Educar o palato com alimentos de qualidade versus aqueles usados ​​no fast food.
  • São utilizados alimentos mais saudáveis ​​e mais naturais.
  • Uma refeição relaxada e tranquila favorece as relações sociais .

Dicas para uma vida Slow

O movimento Slow Food , não só aconselha a mudar a forma como comemos, mas também os nossos hábitos de vida:

  • Dormir 8 horas . E sempre que possível dormir até mais tarde;
  • Seguir uma dieta rica em frutas e vegetais, sem as chamadas gorduras más;
  • Fazer algum exercício todas as semanas;
  • Esquecer o relógio de vez em quando;
  • Comer devagar e com os 5 sentidos;
  • Preparar a comida “com calma”;
  • Aproveitar as férias sem stress.

Como curiosidade, o movimento Slow Food salvou mais de 250 produtos que estavam ameaçados de desaparecer como o queijo de iaque do Tibete, o arroz Basmati da Índia ou morango branco do Chile.

Eu sei que já te rendeste ao Slow e que não tarda dás por ti no supermercado à procura de alimentos locais. Laranjas importadas, nem pensar! Sim, vais dizer este tipo de coisas muitas vezes.

Partilha as tuas receitas connosco, nas nossas redes sociais.

5 apps fitness para combater a preguiça

Ficar em forma nunca foi tão fácil ou será em casa nunca foi tão fácil? Pois é, aqui está um grande dilema, quase tão grande como responder à velha questão: quem apareceu primeiro o ovo ou a galinha? Bem, a boa notícia é que é possível contornar a questão, para isso basta escolheres uma das 5 apps fitness que temos para ti. É preciso vencer a preguiça! Vamos a isso, meninas?

5 apps fitness para combater a preguiça

SWORKIT Esta app fitness disponibiliza um temporizador de 5 a 60 minutos e oferece demonstrações de uma série de exercícios. Em 2015 um estudo considerou esta app como a mais aproximada dos guias de treinos da American College of Sports Medicine. É perfeita para principiantes.

QINETIC Esta app foi desenhada a pensar em todos aqueles que não têm nem coragem nem vontade para se levantar cedo para uma ida ao ginásio antes de mais um dia de trabalho. Esta app disponibiliza vários vídeos em streaming de aulas fitness – de treino funcional ou de alta intensidade, dança ou yoga. É uma verdadeira app de sonho!

FREELETICS BODYWEIGHT Esta app é uma grande ajuda para quem quer trabalhar os músculos e tonificar o corpo e, diga-se de passagem, que a força física não é o seu forte. Antes mesmo de qualquer treino, a app submete o utilizador a um teste fitness de forma a personalizar um plano de fitness semanal tendo em conta as características corporais e as necessidades físicas de cada um.

CHARITY MILES Esta app fitness é um verdadeiro dois em um. Provavelmente desenhada sob o mote “quem corre por gosto não cansa” é uma boa forma de praticar exercício e contribuir para causas sociais: por cada milha percorrida a correr, pedalar ou a caminhar o utilizador oferece, em seu nome, dinheiro para diferentes causas solidárias. É a motivação extra para quem quer sair do sofá.

DAILY YOGA Esta é a app perfeita para as mais preguiçosas ou simplesmente preferem um estilo de vida mais zen. Tal como o nome indica esta app dedica-se à prática do yoga, faz bem ao corpo e mente. Inclui mais de 100 aulas de yoga e de meditação bem como um mentor personalizado e uma enorme variedade de posições à escolha. É a app perfeita para descontrair depois de um dia de trabalho.

Jantar com amigas: porque sim

  • Olá miúda! Que tal estás? Finalmente, vamos jantar! – diz-te a Ana, com um olhar que só por si expressa o quanto ela gosta de ti e a felicidade que sente por estar contigo.
  • Bem, já sabes a resposta, vou indo. E tu como tens andado? – respondes-lhe com o teu maior sorriso retribuindo todo o carinho.

E assim começa mais um jantar com amigas. Sentes-te em casa, desde o primeiro segundo. Esta é a melhor versão de ti mesma pelo que podes até dizer que o dia termina da melhor forma. Os restantes elementos vão chegando, e tu estás radiante de felicidade e morta de te deixar levar pelos risos e gargalhadas que juntas vão partilhar ao longo de mais um jantar.

Jantar com amigas é sempre um momento único e nada fica por dizer. A melhor parte é que têm hora marcada, mas nunca se sabe quando terminam.

Passado bem pouco tempo e todo o stress do dia, da semana ou até do mês foi libertado através do riso. Porque rir é o melhor remédio para tudo. O nível de adrenalina está no máximo a má notícia ou boa é que assim irá continuar até ao derradeiro momento em que dizes adeus. Só por isto já vale a pena jantar depois de um belo tempo sem veres todas as tuas amigas. Também é verdade que cada uma de vocês tem a sua vida e na realidade estás também tu sempre muito ocupada e ajustar os calendários é uma tarefa muito difícil.

É preciso continuar a tentar, porque jantar com amigas é terapêutico, e não há dinheiro no mundo que pague esses poucos momentos.

Podes dizer-lhes tudo o que te vai na cabeça, os teus problemas e angustias pessoais, em troca tens diferentes opiniões e conselhos que te ajudam a seguir em frente. Sabes à partida que dás, mas também recebes, é uma troca sincera. Porque as amigas, muitas vezes entendem-te melhor do que tu própria.

Todas sabemos que quando exprimimos as nossas preocupações em voz alta, os problemas deixam de ser um verdadeiro drama. Descobrimos que não são tão grandes como pensávamos e que tudo tem solução.

Jantar com amigas é necessário, mesmo que seja “quando o rei faz anos”. Aumentam a auto estima e lembram que és maravilhosa porque tens na tua vida mulheres fantásticas.

E se há boas notícias para partilhar melhor ainda, podes aproveitar para lhes contar tudo. É que quando há partilha de alegrias elas acabam por se multiplicar. Mas existe algo que também se repete sempre que há um jantar com amigas que nenhuma de nós gosta: o momento da despedida.

E agora que estás mortinha por ligar a todas as tuas amigas… Vamos, arranjem tempo nos vossos calendários! Ou se quiseres, escreve a todas as tuas amigas e diz-lhes o quanto gostas de cada uma delas e a falta que te fazem.

9 Dicas simples e divertidas para ficar em forma

Os excessos da época de Natal levam-nos a ganhar alguns quilinhos a mais. Ano novo, vida nova – assim diz o ditado. É preciso ser realista e ganhar forças para expulsar a inimiga tentação. Gorduras à parte, e porque não tarda estamos novamente no verão, está na hora de trabalhar para ficar em forma. Vamos a isso?

  • Um plano realista

Desistir é fácil mas, não é solução para quem quer ficar em forma. Para isso é preciso estabelecer metas que seremos capazes de atingir e não acreditar em resultados imediatos. Traçar um plano realista passa por saber que perder entre meio quilo e um quilo por semana é normal.

  • Adeus, tentação.

Se as tentações do Natal – doces, salgados, e companhia – continuam no frigorífico e na despensa lá de casa é chegado o momento de os pôr a andar daí para fora. Porque não congelar, oferecer a amigos ou dividir com os colegas de trabalho, o que sobrou?

  • Toca a mexer!

Não há nada melhor para ficar em forma que intensificar as sessões de exercício físico. Caminha mais, corre mais, pula mais, pedala mais. Se vais ao ginásio uma vez por semana, passa a ir duas ou três. Sai de casa. O importante é mexeres-te. Lembra-te: os excessos combatem-se com excessos.

  • Mais água, por favor!

Já paraste para pensar naquilo que bebes? Tão importante quanto saber quais os alimentos sólidos que devemos evitar, são os líquidos que ingerimos diariamente. Está na altura de eliminares as bebidas calóricas – o álcool, as bebidas energéticas, os refrigerantes e os sumos artificiais – e ingerires água, muita água. Para além de não possuir calorias, o consumo de água ajuda a eliminar toxinas do corpo, acelera o metabolismo e diminui a sensação de fome quando ingerida antes e entre as refeições. Experimenta adicionar uma rodela de limão, folhas de hortelã ou fazer um chá. O H2O é o ingrediente que teu organismo mais precisa.

  • Hidratos de carbono, nem pensar!

Ficar em forma depois do Natal não combina com pão, arroz, massa, batatas, cereais e afins – especialmente ao jantar! Perder excesso de peso passa por manter uma dieta rica em fibras como – o pão, o arroz, as massas e os cereais integrais, a fruta fresca e seca, os legumes, o feijão e as lentilhas, as sementes e as nozes – são alimentos saudáveis e não deixam ninguém com fome; e em proteínas – peixe e carne branca, clara de ovo, laticínios magros e marisco – estes alimentos são altamente importantes no desenvolvimento e manutenção da massa muscular.

  • Fruta e legumes, são saborosos e fazem bem.

A fruta além de ser um dos snacks mais saudáveis é uma forte aliada a combater o desejo por doces, já que também contém açúcares. Por outro lado, quem quer ficar em forma deve olhar mais para os verdes e substituir o arroz e as batatas por legumes cozidos, assados, grelhados ou ao vapor. Quanto mais colorido for o prato, melhor.

  • Bom dia, sua alteza.

O pequeno almoço é a refeição mais importante do dia, por isso quem acredita que não comer nada de manha ajuda a perder peso, está redondamente enganado! Devemos começar o dia com um pequeno almoço reforçado. Assim quando almoçarmos o nosso metabolismo está mais acelerado logo o nosso corpo demorará menos tempo a gastar as calorias ingeridas reduzindo a transformação das mesmas em gordura.

  • Detox é palavra de ordem.

Apostar numa dieta detox pós-Natal pode ser a chave para ficar em forma de quem quer eliminar calorias e ficar em forma num curto espaço de tempo. Do que estás à espera para partir à descoberta do mundo detox? Uma coisa é garantida: batidos, sumos, chás e águas aromatizadas não vão faltar!

  • Yes, I Can.

Ficar obcecada com o número de calorias que ingerimos ou com os quilos que já perdemos não resulta para quem quer ficar em forma! É importante acreditar que vamos conseguir alimentar um estilo de vida mais saudável, com mais energia e autoconfiança. A fórmula para perder peso está em manter os níveis de apetite saciados, níveis de energia elevados e o metabolismo acelerado. Mantém o foco no que vais ganhar e ficar em forma não será para ti um problema.

Se este artigo te deixou motivada para mais um projeto verão partilha com as tuas amigas que o mais certo é estarem a viver o mesmo drama 😛

 

É muito melhor investir em experiências do que em coisas

Quando falamos do quanto melhor é investir em experiências do que em coisas , queremos dizer que comprar algo material, seja um carro ou um par de sapatos, não nos dá a mesma felicidade que viver uma experiência.

A partir da experiência, por exemplo qualquer situação como sair para jantar ou beber uma cerveja com o nosso grupo de amigos, fazer uma viagem, ir ao teatro ou saltar de paraquedas.

Está mais do que provado que, é sempre muito melhor investir em experiências do que em coisas, e também falar sobre o que fizemos também nos torna mais felizes do que falar de algo que compramos. Se formos a ver bem, geralmente em conversa falamos sobre experiências o que nos conecta e aproxima mais das outras pessoas. É a famosa partilha de experiências.

Aqui está uma lista de tudo o que pode acontecer quando vivemos grandes experiências:

  1. Aprendemos algo novo, seja a andar de bicicleta, a jogar às cartas ou a viajar por um país, e isso também nos faz aumentar a autoestima.
  2. Praticamos a atenção plena , isto é, vivemos o momento presente com plena consciência, aumentando os níveis da nossa felicidade. É pura alegria!
  3. As nossas emoções positivas aumentam, sentimo-nos relaxadas ao receber uma massagem, na produção de endorfinas pela prática de uma atividade ou desporto. Além disso, gera boas memórias. Quem não se lembra da viagem que fez com os amigos e em que só restam os bons momentos?

  1. Aprendemos a desenvolver diferentes facetas, como a paixão por aprender mais sobre algo que gostamos, como quando vais ao museu e ficas excitada quando vês uma pintura e queres saber mais sobre quem, quando e em que contexto foi criada tal obra, ou quando vais a um concerto e queres saber mais sobre essa banda… o nosso lado curioso simplesmente decide manifestar-se.
  2. As experiências e tudo o que delas resulta são compartilhadas muitas vezes. Isso cria vínculos de união com outras pessoas e é mais fácil lembrá-las se tiveres pessoas com quem partilhar mais tarde.

Eu acho que agora já podes concordar comigo que é muito melhor investir em experiências do que em coisas.

Será que existe quem prefira comprar uma camisola ou um par de sapato e depois ir para casa, ou tomar um copo ou beber um café com amigos ou amigas, entre risadas e muito corte e costura, e ainda no final ter a garantia de que todos os problemas do mundo se resolvem, simples assim?

Ou então existe mesmo, quem prefere comprar um perfume ou batom, complementos para a casa ou quiçá um carro em vez de fazer uma bela e caminhada junto ao mar. Uma coisa tenho a certeza, se colocarmos coisas e experiências numa balança ou escala, está mais do que claro quem ganha.

Conta-nos sobre as tuas experiências, aquelas que te fazem mais feliz. Não nos escondas nada, quando, como e com quem viveste grandes momentos.

Ovos: porque devemos comer quase todos os dias?

No campo da alimentação muita coisa mudou com o passar do tempo. Encontramos diferentes teorias sobre os alimentos ou sobre a forma como nos alimentamos e por outro lado, algumas ideias que nos foram transmitidas, hoje temos a certeza que não passam de mitos.

Os ovos continuam a ter influência no colesterol já que, um ovo inteiro fornece 224 miligramas de colesterol. Um estudo realizado na Escola de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos, revelou que o consumo de até sete ovos por semana altera muito pouco as taxas de colesterol.

Por isso, fomos buscar um dos alimentos que mais preocupação nos trouxe nas últimas décadas. segundo o British Medical Journal, os ovos devem fazer parte da nossa alimentação diária e não influenciam negativamente a nossa saúde quando consumidos moderadamente. Assim, o ovo passou de vilão a herói na nossa alimentação e ainda deixou de passar despercebido já que tem um potencial nutricional indispensável.

Em média, cada português consome 2,6 ovos por semana. Cada ovo tem cerca de 75 calorias, sete gramas de proteínas de alta qualidade nutricional, cinco gramas de gordura, 1,6 gramas de gordura saturada, ferro, vitaminas, minerais e carotenoides. O ovo não contém fibras nem carboidratos.

Neste artigo vamos responder a uma questão que nos acompanha há muito – Ovos: porque devemos comer quase todos os dias? É que este alimento que tão bem julgávamos conhecer não só é o elemento principal ou o acompanhamento chave em muitas receitas como ainda nos oferece motivos para os ingerirmos quase todos os dias.

Ovos: porque devemos comer quase todos os dias?

Ajudam a perder peso

Os ovos são atualmente apontados como um dos principais alimentos capazes de aumentar a saciedade e prevenir aqueles ataques ao frigorífico sem hora marcada – especialmente se estiverem incluídos no pequeno almoço.

São antioxidantes

Os ovos possuem nutrientes com ação antioxidante como os carotenoides, a vitamina A e E, ácido fólico, zinco, magnésio e selénio. Estes componentes ajudam a proteger as células da ação danosa dos radicais livres, o que contribuí para retardar o envelhecimento celular precoce. O elevado nível de antioxidantes presente na clara de ovo protegem a saúde dos nossos olhos e ainda ajudam a prevenir a degradação ocular.

Reduzem o risco de cancro

Mulheres que consomem altos níveis de colina, nutriente que se encontra na clara do ovo, têm menos 24% de probabilidade de vir a sofrer de cancro da mama. Também a Sociedade Americana de Cancro considera que a gema de ovo é uma excelente fonte de vitamina E, um grande antioxidante que ajuda à prevenção da doença.

Ajudam na memória

Um estudo da Universidade de Boston descobriu que quem tem uma dieta que inclui colina tem melhor memória e menos probabilidades de vir a sofrer de demência. Este nutriente desempenha um papel fundamental na saúde do nosso cérebro.

Conservam os músculos

Um ovo cozido possui, em média, seis gramas de proteína essencial na recuperação das fibras musculares que são naturalmente danificadas durante a prática de exercício. O consumo de ovo faz a diferença antes e depois de um treino mais intenso.

Fortalecem as unhas e o cabelo

Ricos em aminoácidos, minerais e vitaminas, os ovos ajudam a que o cabelo e as unhas se mantenham saudáveis, brilhantes e fortes.

Fazem a diferença durante a menstruação

Chegou em último mas provavelmente este é o motivo que nos vai fazer a todas comer ovos quase todos os dias e, principalmente nos dias maus! Durante a menstruação as mulheres perdem um nutriente indispensável ao seu bem-estar: o ferro. É por isso que, nos sentimos muito mais cansadas, sem forças, mal-humoradas e até há quem se sinta um pouco deprimida. Os ovos são ricos naqueles que podemos chamar de nossos aliados na reposição da energia e da boa disposição: ferro, zinco e fósforo.

Por todos estes motivos, toca a comer ovos!

Sugestões para poupar neste Natal

Quem disse que é fácil gerir o consumo típico da época natalícia, nunca passaste pelas filas infernais das lojas, desesperaste por um artigo esgotado ou correste para as lojas no último minuto para comprar algo que simplesmente falhou na lista de presentes. A primeira sugestão deve ser mesmo, não desesperes, não entres em pânico, é possível.

Vão convidar-te para mil e um jantares de natal, lanches, cafés, trocas de presentes, amigo secreto, já para não falar da consoada em que tudo tem de estar impecável e sinceramente falhas, são de evitar. Tudo isto resulta numa verdadeira tentação de consumo para um orçamento que anda o ano inteiro apertado. Planear e organizar vão ser as tuas melhores amigas. Vem daí conhecer as melhores sugestões para poupar neste Natal.

  1. Faz um plano e estipula o orçamento

É muito importante que comeces por planear com antecedência as compras e os presentes que queres oferecer no Natal. Faz uma lista dos presentes e das pessoas. Nunca ultrapassar o orçamento estipulado deve ser regra, não só para o Natal. Planear com antecedência permite comparar preços e optar pela melhor oferta.

  1. Aproveita campanhas e promoções

Hoje em dia é mais fácil encontrar campanhas e promoções a qualquer altura do ano, mas para isso temos que estar atentas e de olhos postos no mercado, tudo isto antes de dia 25 de Dezembro. Mas, se mesmo assim não compensar adquirir um determinado presente, o melhor mesmo é adiares a troca de presentes e esperares pela tão desejada época de saldos.

Sempre que possível, aproveita as épocas de saldos para comprar presentes de Natal antecipados. Na altura pode parecer-te demasiado cedo, mas, um meses mais tarde, vais dar graças por tê-lo feito.

  1. Comparar sempre

Comparar é palavra de ordem. Nesta época do ano ainda mais importante é comparar preços. Usa e abusa da internet e das muitas ferramentas que já existem para o efeito.

  1. Oferece em conjunto

Sempre que possas junta-te a outras pessoas, amigos ou familiares para oferecerem presentes em conjuntos. É uma maneira simples e até divertida de economizar. Assim, podem oferecer presentes melhores que sozinhos eram demasiado dispendiosos, para não dizer totalmente fora do orçamento estipulado.

  1. Faz compras Online

Fazer compras online também significa economizar no tempo e na carteira e ainda conseguir tudo isto no conforto da nossa casa. Atualmente, encontramos tudo online, para além de poderes perder tempo a comparar preços ainda encontras alguns artigos a preços bem acessíveis.

  1. Paga em dinheiro e utiliza o cartão de crédito em último caso

Deixa o cartão de crédito em casa e paga sempre em dinheiro. Uma coisa é certa, não corres o risco de gastar dinheiro acima das tuas possibilidades. Não é novidade para ti é certo mas lembra-te não é aconselhável fazer compras de valor superior ao que podes pagar.

Não te esqueças, de todas as sugestões para poupar neste Natal a mais importante é a primeira, planear tudo com antecedência. Mesmo que o teu orçamento seja apertado, poupar não significa que tenhas de abrir mão dos teus prazeres descalços ou dos sonhos que gostavas de ajudar a realizar e que caracterizam esta época. O truque é simples, comparar e optar pelos melhores preços na altura certa.

Espero que te tenha dado boas sugestões para poupar neste Natal, bem sei como é difícil gerir orçamento, presentes e sonhos tudo na mesma época. Porém, também te digo não é tarefa impossível.