Estaremos a dar demasiada importância ao sexo?

O sexo e a sexualidade são aspetos muito importantes numa relação mas será que são o mais importante?

 

Sexo é bom. Aliás, sexo é ótimo e, numa relação, é saudável e necessário. Disso não há dúvida. Mas será que é o mais importante? Será que estamos a dar demasiada importância ao sexo dentro das nossas vidas, relações, conversas ou saídas com amigas?

 

10 sinais de que podes estar a dar demasiada importância ao sexo

Pergunta-te a ti mesma:

  1. Já continuaste numa relação tóxica ou abusiva porque o sexo era bom?
  2. Começaste uma relação casual com alguém completamente errado para ti, por causa do sexo?
  3. A tua motivação para sair com amigas é apenas a de levar alguém para casa?
  4. … e ficas deprimida quando não consegues?
  5. Só te entendes com o teu namorado na cama?
  6. Não consegues ter um orgasmo sem ser com um fetiche específico?
  7. Não consegues parar de pensar e falar de sexo?
  8. Achas que ter muitos parceiros é uma forma de validação pessoal?
  9. Já foste acusada de usares pessoas pelo corpo?
  10. Sentes que o sexo ou a falta dele está a influenciar todas as tuas ações e atitudes?

Se respondeste “sim” a algumas (ou quase todas) estas perguntas, podes estar um bocado obcecada e a dar demasiada importância ao sexo. Mas, calma!

Podem existir várias causas, tal como as consequências também podem ser variadas. Vamos por partes!

 

Quanto é “demasiado”?

A verdade é que é difícil quantificar a noção de “demasiado”, até porque o sexo é algo perfeitamente natural – é a base da nossa existência!

A questão é se outras coisas como a confiança, a autoestima, o amor e a paixão, estão a ser passadas para segundo plano.

É um facto que a sociedade e os media são extremamente sexualizados, desde os manequins das lojas, aos anúncios dos detergentes para roupa e isso não ajuda a “desligar”.

Frequentemente, o corpo feminino é hipersexualizado, o que leva a alguns casos de assédio e discriminação. Se muitas vezes, as mulheres são levadas a pensar que se não forem “sexy”, não têm valor, outras, são condenadas por gostar de sexo e explorar a sua sexualidade.

 

O problema pode até nem ser tanto a quantidade mas sim a forma como fazemos, pensamos e falamos em sexo.

Existe o mito de que os homens estão sempre preparados e com vontade de ter relações sexuais. Que devem ser dominantes, enquanto as mulheres devem ser reservadas e contidas. É importante percebermos que estas visões tóxicas sobre a sexualidade só nos magoam.

Uma relação saudável – para ambos os intervenientes – é como uma receita: tem de ter uma determinada quantidade de vários ingredientes e cada um deles é, sim, importante, mas não mais do que o anterior. É essencial haver confiança mútua numa relação, bem como amor, amizade e paixão. Não podemos descurar a comunicação, a compreensão, o respeito ou a nossa autoestima. O sexo e a intimidade são, claro, dois ingredientes essenciais, mas não os únicos.

O vício do sexo

Apesar de este não ser o tema, é sempre bom salientar que, de facto, o vício do sexo é real. E não, não és viciada em sexo só porque podes estar a dar-lhe demasiada importância.

Esta compulsão sexual é algo que afeta, grandemente, quem a vive. Se sentes que o teu apetite sexual é excessivo e que está a fazer-te negligenciar a tua saúde, o teu trabalho, as tuas responsabilidades ou que te causa sofrimento, por favor, procura ajuda médica – na página da Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica tens uma lista de hospitais e clínicas com consultas públicas e privadas. Informa-te!

 

Sexo, contraceção e sexo seguro

Será que é possível ficar obcecado por sexo através do medo de engravidar ou contrair uma infeção sexualmente transmissível? Sim, é.

Apesar de hoje em dia a informação ser muita e, no caso de Portugal, o acesso a contracetivos e proteção ser muito fácil, ainda há quem não esteja completamente informado.

Se é o teu caso, consulta o guia prático da contraceção de emergência ellaOne® e vive a tua sexualidade, em pleno.

 

O que é que achas deste tópico? Estaremos a dar demasiada importância ao sexo? Partilha a tua opinião connosco.

 

Em ellaone.pt, encontrarás todas as informações sobre a pílula do dia seguinte ellaOne.