Ouve o teu corpo: como fazer um autoexame da mama

Dia 30 de Outubro celebra-se o Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama. Aprende a fazer um autoexame da mama em casa, tal como recomendado pela OMS.

Hoje o tema é sério: vamos falar sobre o autoexame da mama, que todas as mulheres deveriam fazer em casa, para prevenir o cancro da mama.

Dia 30 de Outubro, em Portugal, é o Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama. O cancro da mama é um dos tipos de cancro mais comuns em mulheres, e o segundo que mais vítimas femininas faz. Estima-se que em Portugal sejam detetados anualmente cerca de 6000 casos novos de cancro da mama, e que 1500 mulheres morram vítimas dele.
Infelizmente, nem só mulheres são vítimas de cancro da mama. Em Portugal, cerca de 1% dos cancros da mama são em homens. Sim, homens também podem ter este cancro, apesar de ser relativamente pouco comum.

Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama: como fazer o autoexame da mama

Fazer o autoexame da mama não é complicado. É bastante simples, até! No entanto, tem algum “peso” emocional, e esta é a razão pela qual muitas de nós ignoram este simples procedimento.
A Organização Mundial de Saúde recomenda que as mulheres façam este autoexame da mama uma vez por mês, depois do período menstrual. Isto porque antes e durante o período podem surgir inchaços, altos ou nódulos no peito que desaparecem depois do período acabar.

1. Observa e examina as tuas mamas

De pé, e em frente a um espelho, observa as tuas mamas em três posições:
• Com os braços caídos e junto ao corpo;
• Com os braços levantados e mãos acima dos ombros;
• Com as mãos na cintura.

O objetivo deste passo é procurar irregularidades visíveis. Notas alguma diferença nas mamas? Há algum alto ou nódulo na mama ou axila? Alguma descoloração? Alteração no tamanho ou forma? Atenta não só à forma e tamanho da mama em si, mas também da axila, do mamilo e da auréola mamilar.

2. Faz a palpação de pé

O segundo passo no autoexame da mama é a palpação. Podes fazer a palpação também em frente a um espelho, mas normalmente no duche tende a ser mais fácil, já que as mãos deslizam melhor. Aqui vais ter que levantar um braço e colocá-lo atrás da cabeça. Com a mão livre palpa toda a área da mama e axila, – usando as “palmas” dos dedos, e não só as pontas – em três movimentos simples.

Movimento circular: com dois ou três dedos, começa no exterior da mama e vai palpando em espiral até ao mamilo;

Movimento vertical: com dois ou três dedos, palpa a tua mama de cima para baixo e de baixo para cima, numa espécie de ziguezague;

Movimento em quadrantes: começando à volta da mama, vai palpando (podes ir fazendo pequenos movimentos circulares) a mama até ao mamilo e depois do mamilo até à periferia. Faz isto em todas as direções.

A seguir, repete o autoexame da mama no outro lado.

3. Deitada na cama

Deitada na cama, levanta novamente um braço e põe a mão atrás da cabeça ou estica o braço para trás.

Repete todos os três movimentos que fizeste de pé – circular, vertical e de quadrantes – nas duas mamas.

4. Toca nos mamilos

Durante este autoexame da mama, não te esqueças de tocar nos mamilos. Pressiona levemente a ponta do mamilo, aperta ligeiramente o mamilo entre os dedos e palpa a auréola à volta dos mamilos.
Este passo serve para perceber se há alguma irregularidade nos mamilos ou auréola, alguma dor ou desconforto, nódulo, sangramento ou perda de líquido.

O que fazer se notares alguma coisa durante o autoexame da mama?

As nossas mamas mudam bastante durante o mês, e como já dissemos, durante o período menstrual há uma maior retenção de líquidos e, por isso, é possível que surjam pequenos nódulos, maior rigidez ou mudanças de tamanho. Estas alterações devem desaparecer num par de dias depois do fim do período. No entanto, se tiveres alguma preocupação, procura imediatamente um médico ginecologista, ou mesmo o teu médico de família.

Com este autoexame da mama podes mais facilmente procurar sinais de alerta para o cancro da mama como nódulos, inchaços, rugosidades, inflamações, vermelhidões e alterações de cor, dor, prurido, perda de sangue, perda de líquido, alterações na forma e tamanho.

Se não estiveres totalmente segura ao fazer o autoexame da mama, podes sempre visitar o teu centro de saúde ou médico e pedir para uma enfermeira ou outro profissional de saúde te ajudar.

Quando vais começar a fazer do autoexame da mama uma rotina? Partilha estas dicas com todas as tuas amigas!

Em ellaone.pt, encontrarás todas as informações sobre a pílula do dia seguinte ellaOne®.