Sexo no primeiro encontro: 5 coisas que deves considerar

Sexo no primeiro encontro pode ser absolutamente terrível ou completamente fantástico. Aqui estão 5 coisas que deves considerar antes de seal the deal.

Ainda que, cada vez mais, os tabus que envolvem sexo e sexualidade estejam a ser quebrados, o sexo no primeiro encontro ainda é visto com maus olhos por muitas pessoas, e talvez até por ti mesma. Mas porquê? Em primeiro lugar, tem a ver com uma questão sexista, já que as mulheres sofrem mais com este preconceito do que os homens. Assim, esta razão é absolutamente ridícula, e não devias tê-la em conta.

Por outro lado, o sexo no primeiro encontro é algo perfeitamente natural, que pode ou não acontecer, e em qualquer das situações está tudo bem. No entanto, há precauções a ter.

5 coisas nas quais pensar antes de sexo no primeiro encontro

Dito isto, o sexo no primeiro encontro é uma escolha de ambos (sim, tua também!), mas marca esta checklist primeiro:

1. Não vás com (altas) expectativas

Um dos problemas associados ao sexo no primeiro encontro são as altíssimas expectativas que se podem criar antes, durante e depois. Lembra-te que não conheces bem aquela pessoa (ou de todo) e que ele também não te conhece a ti. E como não há uma fórmula mágica para o sexo, e especialmente para bom sexo, é importante que saibas que quanto mais expectativas criares, maior pode ser a desilusão.

Ao mesmo tempo, não cries expectativas para o “depois”. Podem criar uma ligação muito forte ou podem até perceber que não são feitos um para o outro. Se as coisas não correrem bem – ou como idealizaste – controla o teu impulso de te culpares, ou de o culpares, ou até de achar que estás apaixonada ou que fizeste algo de mal. Não fizeste, e muito provavelmente não estás apaixonada…

2. Não forces a situação

A conversa está boa, o encontro corre perfeitamente, ele é giro, é engraçado, tu até estás a rir-te e já beberam um copo de vinho… Não aches, de forma alguma, que tens de fazer alguma coisa! Ou porque tu achas que queres, ou porque ele quer, ou porque as tuas amigas te disseram, ou porque queres provar alguma coisa.

Ou seja, deixa acontecer de forma natural. Não forces a situação para ti mesma, ou para o teu encontro. Se tiver de acontecer, acontecerá. Se não, há sempre segundos, terceiros… ou décimos encontros. E está tudo bem.

3. Segue o teu instinto

Às vezes estamos mais entusiasmadas com a ideia de ter sexo do que propriamente com ter sexo. E, como já dissemos antes, forçar alguma coisa só vai dar maus resultados. Segue o teu instinto! Apetece-te? Estás confortável com ele e com a situação? Sentes-te bem na tua pele naquele momento? Se sim, luz verde!

Outro ponto importante é não deixar os preconceitos e a opinião “dos outros” afetarem-te. Se tu queres, e ele quer, são maiores de idade e têm a oportunidade para fazê-lo em segurança, porquê deixar de ter sexo no primeiro encontro por causa do que outras pessoas vão pensar? Lá por algumas pessoas pensarem que é errado, ou feio, ou outras opiniões muito pessoais, não significa que essas tenham de ser as tuas opiniões também. Se queres, força!

4. Podes sempre, e a qualquer momento, dizer que não

E agora imagina que o ambiente já aqueceu, ou que até estás em casa dele, ou ele na tua, mas mudas de ideias. Só há uma coisa a fazer: dizer que mudaste de ideias. Já não queres, já não te apetece, o clima mudou e a tua vontade desapareceu. E lembra-te: não tens que dar nenhuma desculpa ou explicação. Como se costuma dizer, quando um não quer, dois não fazem.

O mesmo vale para o teu date! Se ele mudar de ideias, é igualmente válido. Apesar de não ser tão falado, há uma grande pressão colocada nos homens em relação ao sexo no primeiro encontro. Ele pode não querer, pode não se sentir bem ou confortável, e tu só tens de respeitar.

5. Proteção, sempre!

E qual é a coisa mais importante a ter em conta? Sim, é isso, proteção! Já falámos várias vezes do quão importante é a proteção durante as relações sexuais, e queremos realçar a sua (quase maior) importância no sexo no primeiro encontro. Ele é, tecnicamente, um estranho para ti. Não sabes nada sobre ele (além do que ele te disse), e o mesmo vale para ti. Assim, antes de qualquer date há algo que não pode ficar em casa: o preservativo! Feminino ou masculino, não interessa, apenas não deixes que uma noite possa ser arruinada porque te esqueceste de trazer um preservativo.

Sexo seguro: mais prazer, menos risco!

E lembra-te, ainda que uses um método de contraceção regular – como a pílula ou o DIU – nenhum deles te protege de Infeções Sexualmente Transmissíveis (IST). O único método contracetivo que te protege de IST é o preservativo. Só mais uma ajuda, se algo correr mal com o método contracetivo e há risco de engravidar tens uma segunda oportunidade com a pílula do dia seguinte.

Em ellaone.pt, encontrarás todas as informações sobre a pílula do dia seguinte ellaOne®.