11 ideias para reduzir o desperdício alimentar e ser mais sustentável

Com a necessidade de ser mais sustentável cada vez mais a bater à porta, surge também a questão: como reduzir (ou acabar) com o desperdício alimentar?

O desperdício alimentar é, atualmente, quase uma epidemia mundial. O que é preocupante, já que estamos à porta de uma crise alimentar. Para não falar dos milhões de pessoas que não têm sequer acesso a comida. Estima-se que em Portugal sejam atirados para o lixo cerca de 1 milhão de toneladas de alimentos que poderiam alimentar centenas de milhares de pessoas.

Vamos começar a reduzir o desperdício? Este é um dos casos em que, apesar de a união fazer a força, a atitude de cada pessoa conta.

Reduzir o desperdício alimentar em 11 passos

São pequenas mudanças no dia a dia que fazem toda a diferença! Acredita, o planeta vai agradecer-te, a tua carteira e a tua saúde também.

1. Compra com consciência

Grande parte das vezes compramos muita mais comida do que precisamos, e depois deixamo-la estragar. Não continues o ciclo! Compra com consciência! E, sempre que puderes, planeia as tuas compras, e até as tuas refeições, com listas.

2. Guarda a comida corretamente

Depois de comprares as quantidades corretas, tens que guardar a comida de forma correta! Aposta em recipientes transparentes de vidro ou de plástico para guardares a comida, lê o manual de instruções do teu frigorífico e percebe onde deves guardar a fruta e os vegetais – lembra-te que um frigorífico não tem diferentes temperaturas na parte de cima e na parte de baixo.
Além disto, conhece as tuas frutas e vegetais! Frutas como bananas, abacates, tomates, meloas, pêssegos ou peras produzem muito etileno (uma substância responsável pelo amadurecimento), por isso evita guardá-las juntamente com batatas, maçãs, vegetais verdes, pimentos e bagas para evitares que apodreçam mais rapidamente e aumentem o teu desperdício alimentar.

3. Preservar é reduzir!

Há várias formas de preservar comida sem ser congelar. Podes optar por fazer pickles, secar, enlatar, fermentar, curar ou fumar! Qualquer uma destas opções vai ajudar-te a reduzir a tua pegada de carbono e o desperdício alimentar! Por exemplo, se tens demasiadas maçãs demasiado maduras, faz compota! E quem diz maçãs, diz morangos, abóbora, pêssego… Até o pão que já está duro pode ser transformado em pão ralado! A tua imaginação é o limite.

4. Organiza o frigorífico

Uma das formas de desperdiçar muita comida é ter um frigorífico caótico. Se não conseguires ver o que está lá dentro – porque está tudo atafulhado – é bem provável que muitos dos alimentos fiquem podres sem que dês por isso.

5. As aparências não são tudo

Aqui queremos falar de “fruta feia”. E quem diz fruta, diz vegetais, legumes ou outros “verdes” que não seguem os padrões de “beleza” necessários para estarem à venda em grandes superfícies. Apesar de “feios”, são perfeitamente saudáveis e saborosos. Em condições normais, estes alimentos acabam no lixo. Conhece o projeto Fruta Feia, que veio tentar resolver esta situação.

6. Usa os restos

Os restos dão grandes novos pratos, saborosos e criativos! Tens restos de vegetais do jantar? Faz um empadão ou um arroz frito asiático! Sobrou-te frango de churrasco? Transforma-o em empadinhas deliciosas! Os empadões, quiches e sopas são os teus melhores aliados no combate ao desperdício alimentar.

7. Faz os teus próprios caldos

Fazer caldos com cascas de vegetais e frutas ou até com ossos é uma ótima forma de reduzir o desperdício alimentar, e também uma forma de poupares dinheiro e de saberes o que estás a comer. Em vez de comprares caldo de marisco, porque não usar as cascas e conchas que sobraram naquele domingo de arroz-de-marisco?

8. Um liquidificador ou batedeira fazem milagres

Outra forma de usares cascas, especialmente de frutas, é colocá-las num smoothie. Imagina isto: tens cascas de maçã, de pera, e de cenoura. Acrescenta uma beterraba, bate tudo no liquidificador e tens um lanche matinal perfeito para levares para o trabalho ou universidade. E aquelas partes dos vegetais que normalmente não se comem, como os talos de couves, de brócolos ou de couve flor? Coze tudo e faz uma sopa! Delícia.

9. Infusões de água caseira

Se não fores tanto de smoothies e preferes as infusões de água, não gastes mais dinheiro a comprar águas de sabores! Faz as tuas próprias, em casa! Aquelas cascas de pêssego ou de limão, ou até de pepino e gengibre, são perfeitas para pores na tua garrafa de água e levares contigo! Além de combater o desperdício alimentar, também é mais saudável, já que são totalmente naturais.

10. Congela, congela, congela

O congelador é uma invenção brilhante. E por isso devias tirar partido dele para reduzires o teu desperdício alimentar. Quando às vezes se cozinha a mais, ou se compra a mais, congelar alimentos é uma boa forma de evitar que se estraguem. Confere este guia da DECO Proteste com os tempos máximos de congelação recomendados para os vários alimentos e usa, e abusa, do teu congelador.

11. Compreende datas de validade

As datas de validade são, em grande parte muito importantes, mas também são, em casos, meramente indicativas. Quando lês “consumir preferentemente antes de” isto significa que depois desta data podes consumir os alimentos na mesma, mas podem ter perdido algumas qualidades, normalmente sabor. Quando, por outro lado, está escrito “consumir até” deves respeitar, já que normalmente isto acontece com produtos perecíveis e que podem tornar-se tóxicos depois da data. Mas, o bom senso, o cheiro e o sabor também são boas ferramentas para ver se os alimentos ainda estão bons.

DICA BÓNUS:

Prefere sempre os produtos frescos e vendidos a granel, em vez de pré-embalados. Assim, além de poupares dinheiro, reduzires o plástico que usas e reduzires o desperdício alimentar, também estarás a escolher produtos com menos conservantes.
E já que chegaste até aqui, lê também o nosso artigo sobre slow food e como praticá-lo! Não vais querer outra coisa!
Que outros métodos usas para reduzir o teu desperdício alimentar? Conta-nos todos os teus truques!

Em ellaone.pt, encontrarás todas as informações sobre a pílula do dia seguinte ellaOne®.