Superar o fim da relação na época do Facebook

Todas sabemos muito bem que terminar uma relação não fácil, muito menos superar o fim de uma relação na época do Facebook. Tanto faz se foste tu que puseste um ponto final na relação ou ele. O sofrimento e aquela sensação de incerteza e insegurança, que parece pairar sobre nós, acabam por tomar conta de ambas as partes e, superar o fim da relação é inevitável quer para um quer para outro.

Sem grandes rodeios, com o aparecimento das redes sociais, há finais de relações que podem ser verdadeiros pesadelos quer para elas quer para eles.

Se não és daquelas namoradas que vive constantemente desconfiada e pelo contrário estás atenta aos sinais se a tua é ou não uma relação tóxica, quer queiramos quer não, vais acabar por cometer um erro grasso. Quando deres por ti, e porque superar o fim de uma relação não é “pera doce”, vais procurar no Facebook o mais pequeno sinal ou detalhe que te diga onde e com quem está ele, que até há bem pouco tempo, era o teu mais que tudo.

Quando numa dessas vezes em que “por acaso” estás no Facebook e ele ou ela postam ou marcam uma foto, vais dar por ti a pensar coisas como: “não parece que está agarrado a essa pessoa de uma forma mais carinhosa do que seria suposto, ou estarei a ver mal? Será que há aqui algum envolvimento? Será recente ou será que já se passava algo entre eles e não dei por nada? Bem, vou ter que ver de quem se trata e o que se passa aqui…”

Se estás a passar pelo fim de um relacionamento e este tipo de situações te soam a familiares, lamento dizer-te mas és uma prisioneira das redes sociais.

Superar o fim da relação na época do Facebook

As redes sociais, nestas situações, não fazem nada mais, nada menos, que mostrar o pior de ti, bem, não que este teu lado negro te caracterize na realidade… mas nestas situações somos capazes de fazer coisas que jamais pensamos ser capazes de fazer ou pensar!

Para conseguir superar estes momentos em que tudo parece desmoronar de maneira normal e equilibrada, o mais recomendável é deixar de seguir essa pessoa no Facebook, já que é ele o grande culpado na maioria das vezes, e assim evitar situações constrangedoras, nada agradáveis. É fundamental que nada do que esteja relacionado a essa pessoa faça parte do teu feed de notícias.

Vai deixar-te ansiosa, insegura, paranóica e, o pior de tudo, fazem com que te pareça impossível superar o fim de uma relação.

Bem sei, que é difícil “deixar ir” essa pessoa com a qual partilhaste tantos momentos bons, mas tens de ter em conta que esse não deve ser um estado permanente, mais tarde podem até vir a ser novamente amigos nas redes sociais e até quem sabe partilhar o mesmo círculo de amigos quer online quer na vida real. Há sempre luz ao fundo túnel mas, cada coisa a seu tempo.

É muito importante que, sempre que termines uma relação sejas capaz de te reencontrar e o mesmo acontece com ele, as redes sociais e principalmente o Facebook são um entrave muito grande e por isso há que quebrá-lo, sobretudo se servem para te deixar cair num estado obsessivo compulsivo.

E lembra-te não és a única a ter que superar o fim da relação na época do Facebook, a maioria de nós já passou por isso e, aproveito para te dizer que não é o fim do mundo!

Se gostaste deste post, partilha-o com outras mulheres que estão a precisar de virar a página e escrever uma nova história e principalmente a precisar de ajuda para se distanciar das redes sociais.